Triângulo Mineiro: Operação prende suspeito de assassinato do ASP Luciano

1 Mar 18:18 2018 Por SINDASP Imprimir

Hoje (01.03), um dos suspeitos pela morte do Agente Penitenciário Luciano Lucas Santos, no Triângulo Mineiro, foi preso hoje na Operação “Sintonia” deflagrada nesta manhã pelo Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado (Gaeco) de Uberlândia.

Há tempos, o SINDASP-MG vem acompanhando o andamento das investigações dos casos de ataques aos Agentes Penitenciários do Triângulo Mineiro. Inclusive, no último dia 11 de janeiro os Diretores Daniel Anunciação e Everaldo Márcio, juntamente com os Delegados Sindicais, Heloisa Helena e Alan Wilker, estiveram n o Ministério Público de Uberlândia para se reunir com membros do GAECO cobrando esclarecimentos e agilidade nas investigações dos assassinatos dos ASPs Luciano e Edson Ferreira, em Uberlândia, e Vivian Cristina, em Uberaba, encontravam-se sem a devida apuração por parte da Polícia Judiciária.

Conforme as informações repassadas pelo Ministério Público Estadual (MPE), além de terem envolvimento com a morte do servidor, os investigados são suspeitos de integrarem a facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC) que age dentro e fora dos presídios no estado de São Paulo.

Dos dois mandados de prisão preventiva expedidos, um foi cumprido contra o suspeito de apelido "Dimitri". Ele foi apontado como a pessoa que deu apoio logístico e material ao crime.

Outro homem, conhecido por "Fazendeiro", não foi encontrado e se encontra foragido. O suspeito teria fornecido a arma utilizada no crime. As investigações levaram até a dupla depois que um aparelho celular foi deixado na Promotoria de Justiça e contendo provas sobre a morte do agente penitenciário.

O SINDASP-MG continuará acompanhando e cobrando o andamento das investigações até que todos os envolvidos sejam presos. O Sindicato busca apoio de diversos órgãos do Estado com o intuito de desarticular e pôr fim à atuação de facções criminosas na Região.

 

Notícias relacionadas