Sindicato cobra ações do Governo em resposta à execução do agente penitenciário em Uberlândia

21 Set 16:27 2016 Por SINDASP Imprimir

Estiveram presentes na tarde desta quarta-feira (17) os diretores do SINDASP-MG, Adeilton Rocha, Wanderson Costa, Vinicius Pina, Valter Pereira e Ramon de Sousa, onde cobraram do Subsecretário Dr. José Otávio e do Superintendente Interino Cel. Machado, medidas urgentes visando a resposta contra a ação criminosa que ceifou a vida do Agente Luciano Lucas dos Santos.

O Subsecretário Dr. José Otávio, afirmou que as Polícias Militar, Civil e Federal estão atuando conjuntamente para prender os culpados, e que nos próximos dias serão tomadas medidas duras para pôr fim aos ataques do PCC contra integrantes do Sistema Prisional no Estado.

Quanto às medidas de respostas aos ataques contra os agentes, a Diretoria do SINDASP-MG, deixou claro que a Suapi tem que dar resposta ao crime organizado com medidas enérgicas, tais como a transferência imediata das lideranças da facção no Estado para o Sistema Penitenciário Federal, bem como a realização de força tarefa visando a prisão imediata dos autores dos ataques.

Diante da gravidade do cenário imposto pelo crime organizado, o Sindicato solicitou ao Subsecretário, Dr. José Otávio a publicação imediata da Resolução de Aquisição de Amamento Restrito, e que seja providenciado imediatamente a cautela de arma e colete para todo o agente de segurança penitenciário em zona de conflito com a facção.

O Superintendente, Cel. Machado se comprometeu em resolver a questão da Resolução do Armamento Restrito. E quanto a cautela, fará o levantamento das armas e coletes para atender o pleito. Já o Subsecretário Dr. José Otávio, por medida de segurança, não divulgou as ações contra o crime organizado, mas afirmou que serão divulgadas nas próximas horas as medidas tomadas.

A Diretoria reafirmou a inércia de alguns setores da SEDS no trato com a segurança dos agentes, e que as informações são truncadas, e conseguinte, a Inteligência Prisional tem se mostrado ineficiente na prevenção de sinistros.

Por fim, a Diretoria não aceita mais o descaso com a segurança dos integrantes do Sistema Prisional, e que a manifestação será mantida na sexta-feira (19), agora com o acréscimo de pauta: Medidas Urgentes Para Por Fim aos Ataques de Organização Criminosa Contra Agentes de Segurança Penitenciários no Estado.

O SINDASP-MG Age!

 

Notícias relacionadas