SINDASP-MG realiza inspeção sindical na Penitenciária José Maria Alkimin

14 Jun 10:01 2017 Por SINDASP Imprimir

O SINDASP-MG, representado pelo seu Vice-presidente Wanderson Costa, realizou uma inspeção sindical na Penitenciária José Maria Alkimin na manhã de hoje (13.06). O Sindicato foi recebido pelo Diretor Geral Reginaldo Soares e pelo Diretor de Segurança Rodrigo.

Os servidores da unidade e sua diretoria foram cordiais e receptivos com o Vice-presidente, que percorreu os setores da Penitenciária, ouviu e registrou as demandas dos Agentes e conversou com os mesmos sobre os encaminhamentos da demanda da categoria tanto à nível estadual quanto nacional e sobre a importância de manter-se alerta quanto o cenário interno da SEAP.

Os Agentes questionaram a mudança de jornada de trabalho de 4x1 para 12x36 e/ou expediente de segunda a sexta-feira sem uma folga semanal. Os servidores da área externa também relataram ao Vice-presidente do SINDASP-MG que os banheiros e alojamentos destinados ao uso dos agentes encontram-se em péssimas condições, reclamação unânime entre os servidores da unidade.

A situação degradante das instalações pode ser verificada e registrada por Wanderson. Verificou-se no local a ausência de condições básicas de um local com a finalidade de alojar pessoas e guardar pertences. Pouco espaço e amontoados de armários, a maioria deteriorados pelo tempo.

O Vice-presidente do Sindicato imediatamente levou estas questões ao Diretor Geral da unidade que se mostrou sensível as questões trazidas pelos agentes. Em relação à mudança na carga horária, Reginaldo afirmou que foi notificado pelo Núcleo de Correição Administrativa (NUCAD), pois a corregedoria se manifestou contrária à extensão do 4x1 aos demais setores, remetendo-se a regra de exclusividade GTI e GETAP, sob pena de improbidade, conforme legislação.

No que refere as condições dos alojamentos e banheiros, o DG Reginaldo reafirmou a sua preocupação e se propôs buscar com o Judiciário local a parceria para ampliação e reforma das instalações.

O SINDASP-MG também informou que irá oficializar a SEAP, o Ministério Público e o Judiciário sobre as condições precárias e desumanas dos alojamentos e banheiros encontradas na unidade. Além de levar esta situação às Comissões de Segurança Pública, Administração Pública e Direitos Humanos da ALMG.

O Vice-presidente Wanderson também se comprometeu agendar uma reunião com o Coordenador NUCAD/ SEAP para buscar esclarecimentos sobre a proibição da escala 4x1 no trânsito externo da PJMA.

Notícias relacionadas