SINDASP-MG cobra demandas urgentes da categoria: auxílio alimentação, carteiras funcionais e suspensão de memorando sobre atestados médicos

29 Abr 18:06 2020 Por SINDASP Imprimir

O Vice-Presidente do SINDASP-MG Jean Otoni, juntamente com o Diretor Patrick Reis e os Delegados Sindicais Marcelo Santana e Charles Davidson, estiveram na Cidade Administrativa na tarde desta quarta-feira (29.04) para levar demandas urgentes da categoria ao Chefe do DEPEN, Rodrigo Machado.

O Sindicato requer a implantação imediata do sistema de QR Code para validação das carteira funcionais do Policiais Penais do Estado. A situação requer urgência visto que a confecção das carteiras funcionais já está suspensa há tempos deixando muitos servidores sem este documento de identificação, impedindo-os de renovar registro, adquirir e transferir armas de fogo.

Além disto, os representantes sindicais também cobraram o vale alimentação para os servidores lotados nas Unidades Prisionais do Estado. Estes que são submetidos a refeições de péssima qualidade, por muitas vezes azedas e com bichos, registradas inclusive em inúmeros boletins de ocorrência interna, chegando, em muitos casos, a causar intoxicações alimentares. Esta situação, além de desumana, também desrespeita o princípio da isonomia, visto que os demais servidores do Sistema Prisional recebem o vale alimentação.

O SINDASP-MG também cobrou a suspensão do memorando que trata dos atestados médicos, obrigando aos Policiais Penais plantonistas se apresentarem no dia seguinte ao atestado e trabalhar por 12 horas, ainda que seja em seu dia de folga.

Todas estas demandas serão acompanhadas e seguirão sendo cobradas pelo SINDASP-MG até que a Secretaria apresente soluções compatíveis com a urgência dos requerimentos.

Notícias relacionadas