Estado afirma que não aceitará o atual texto da PLC 257/2016

20 Dez 14:18 2016 Por SINDASP Imprimir

Na manhã de hoje (20.12), o Presidente do SINDASP-MG, Adeilton Rocha, juntamente com o Diretor Wanderson Costa, estiveram reunidos com o Secretário Adjunto da SEAP, Dr. Robson Lucas da Silva, em mais uma tentativa de resguardar os Agentes Penitenciários do texto da PLC 257/2016, que trata da renegociação da dívida pública dos estados com a União, assim como as demais forças de segurança. Adeilton alertou o Secretário Adjunto quanto aos grandes prejuízos que a aprovação do Projeto irá causar ao funcionalismo público.

Diante do exposto, Dr. Robson entrou imediatamente em contato com o Secretário Dr. Francisco Kupidlowski, que se encontra em Brasília, para repassar a preocupação do Sindicato e pedir autonomia para dar encaminhamento à questão em busca de soluções. Autorizado a conduzir as negociações, Dr. Robson contatou o Secretário Adjunto da SEGOV, Dr. Francisco Eduardo Moreira, que informou que, por ordem do Governador, a base governista em Brasília vai propor a retirada do texto que prejudica as forças de Segurança Pública do Estado.

Dr. Robson, juntamente com o Secretário da SEAP, garantiu o tratamento isonômico dos Agentes Penitenciários com as demais forças de segurança do Estado e que o Governador já informou que não irá aderir à renegociação das dívidas públicas caso o projeto seja aprovado com o texto da forma em que se encontra.

Mesmo com o aval do Governo, o SINDASP-MG seguirá mobilizado e atento à tramitação do projeto na Câmara Federal, até a retirada da categoria do texto, e a todos os passos dados pelo Estado em relação à renegociação da dívida.

Estado afirma que não aceitará o atual texto da PLC 257/2016

Notícias relacionadas