Entidades de classe da Segurança Pública alinham ações para reivindicar o pagamento do 13º salário

23 Jan 18:26 2019 Por SINDASP Imprimir

Entidades de classe da Segurança Pública se reuniram, na manhã desta quarta-feira (23.01), para alinhar novas ações conjuntas reivindicando o pagamento imediato do 13º salário. As entidades também falaram sobre o sucateamento da Segurança Pública do Estado, que vem sendo negligenciada pelo Governo durante os últimos anos. O funcionalismo público está abandonado e os servidores estão há quase quatro anos vendo seus direitos serem desrespeitados, recebendo seus salários atrasados e parcelados.

Diante disso, o SINDASP-MG, representado pelo Presidente Adeilton Rocha, se fez presente junto às demais forças e segurança e declarou seu total apoio às ações deliberadas pelo grupo: “Essa é uma luta de toda a Segurança Pública. Nós que somos responsáveis pela segurança e tranquilidade da sociedade e temos um papel fundamental no Estado. Podemos causar um grande transtorno para esta nova gestão. Estaremos juntos em todos os movimentos dos servidores da segurança”, afirmou.

Além do 13º salário, as entidades também pedem o fim dos atrasos e parcelamento salariais e a recomposição das perdas inflacionárias e deixaram um recado ao Governador de que, caso o mesmo não pague o que lhes é de direito, que haverá uma ruptura institucional na área de Segurança Pública do Estado.

As entidades de classe deliberaram que as próximas ações serão determinadas de acordo com o que for anunciado pelo governador Zema, no dia 25/01, sobre como será pago o 13º salário. Além disso, será elaborada uma petição contra os privilégios do legislativo e judiciário.

Além do SINDASP-MG, também estiveram presentes representantes do SINDPOL-MG, o Sindepominas, a ASPCEMG, ADEPOL, SINDASP, SINDPECRI, AESPOL, Policiais Civis e Militares, Cel. Domingos Sávio Mendonça, as representantes do grupo esposas de militares e O Deputado Estadual Sargento Rodrigues.

 

Notícias relacionadas